Um novo canal de comunicação para o INCT BioNat

Estamos iniciando a publicação da newsletter mensal do INCT BioNat. Já há algum tempo constatamos a falta de um canal para troca de informações entre os integrantes do grupo, hoje formado por 50 pesquisadores, distribuídos em vários estados do país. A proposta é ter um espaço comum para compartilhar informações dos diversos laboratórios e com isso, ganhar sinergia e somar experiências.

O formato editorial é simples e a ideia é que, pelo menos inicialmente, tenhamos duas ou mais notícias de assuntos relativos ao INCT, e duas notícias de interesse geral tiradas de publicações da área de ciência, tecnologia e inovação. Este será também um veículo
para divulgarmos eventos, seminários, encontros científicos ou comunicar publicações de artigos. Sugestões, comentários e colaborações tornarão a newsletter um instrumento de apoio efetivo ao trabalho em rede. Estamos considerando como data de fechamento das edições o dia 20 de cada mês. Contamos com a participação de vocês.

Os editores

É tempo de comunicação. Porque participar de um concurso de vídeos

Nos últimos anos, muitos pesquisadores vêm se dedicando com afinco à tarefa de divulgar o trabalho que fazem em seus laboratórios e salas de aula. Mas é evidente que grande parcela da sociedade desconhece as relações de causa e efeito entre a pesquisa científica e tecnológica e as situações concretas do cotidiano. Ou, ainda, como esse investimento amplia os horizontes do conhecimento, nem sempre de forma linear, quando busca respostas, e abre portas para a inovação. É provável que o desconhecimento ocorra porque essas informações chegam de forma abstrata às pessoas, em números, estatísticas ou conceitos econômicos.

Mas então, como mostrar em imagens e sons como é feito esse trabalho e o que ele significa? Por que se faz pesquisa em Produtos Naturais?

O desafio gerou a ideia de que ninguém melhor do que os próprios pesquisadores e docentes para tentar colocar em um vídeo de três minutos aquilo que consideram mais interessante e expressivo sobre sua atividade. É tempo de comunicação. Participe dessa iniciativa de divulgação da ciência feita no Brasil. Veja o regulamento no site do INCT.

Agências precisam trocar experiências sobre avaliação de projetos de pesquisa

(Agência Fapesp) Análise de programas de pesquisa em parceria conduzidos por nove agências de fomento foi apresentada por Peter Kolarz, do Technopolis Group (Reino Unido), no 8º Encontro Anual do Global Research Council, em São Paulo. Leia a matéria na íntegra, clicando aqui.

GrowBot, a planta robô abre uma nova trilha para a biotecnologia

(Bio Fuels Digest) Na Itália, a pesquisadora Barbara Mazzolai, do Centro de Micro-BioRobótica do Istituto Italiano di Tecnologia, desenvolveu um robô vegetal ou “plantoide” chamado GrowBot, que se move contra a gravidade e usa tentáculos artificiais. Eles empregam o mesmo processo físico de transporte de água nas plantas. Leia a matéria na íntegra, clicando aqui.